(64) 3623-4457

(64) 99296-8000

CONTATO | ANÚNCIE

Índia vira novo destino para cirurgias de mudança de sexo
Notícias / Atualizado em 09/05 às 10h 09min

Operação no país é mais barata e não tem fila de espera.
\'Aqui o preço é acessível\', diz ex-soldado americano após trocar de sexo.

Depois de lutar contra a depressão durante décadas, Betty Ann Archer, um ex-soldado, decidiu viajar para Nova Délhi para mudar de sexo. Assim como ela, cada vez mais estrangeiros vão àÍndia para realizar este tipo de cirurgia, atraídos pelos preços mais baixos.

Esta americana de 64 anos antes se chamava Dale Archer. Sempre se sentiu prisioneira de um corpo com o qual não se identificava e, durante a infância, experimentava em segredo os vestidos da sua mãe, para o desgosto do pai, que era militar, conta.

\"Tentei me suicidar duas vezes. Eu não me amava. Não gostava nem um pouco do meu corpo. Não podia ser eu mesma\", afirma Archer, que é do estado americano do Arizona.

\"Em 2011 fiquei muito doente e quase morri\", acrescenta, vestida com um sári azul e adornada com joias que comprou depois da operação em Nova Délhi. \"Quando estava me recuperando, cheguei à conclusão de que tinha que mudar, ou morreria\".

Um número reduzido - ainda que em aumento constante - de pessoas transgênero vai à Índia para mudar de sexo, porque a operação neste país conservador é mais barata que nos seus países de origem, e sem fila de espera, afirmam especialistas do setor.

\"Aqui o preço é acessível. É uma alternativa para algumas pessoas transgênero, para que não tenham que se suicidar por não ter dinheiro para a cirurgia\", afirma Archer, que pagou US$ 6 mil (R$ 21 mil), ou seja, um quinto do preço que teria pago nos Estados Unidos.